Para onde vai a China?

Política Operária nº 111, Set-Out 2007

Anúncios

Correntes marxistas no século XX

Francisco Martins Rodrigues[1]

Neste breve panorama das correntes marxistas no século XX distjngo cjnco grandes correntes: social-democracia, bolchevismo, stalinismo, revisionismo e maoísmo. De passagem, farei referência a duas outras correntes que considero derivadas: o conselhismo e o trotskismo.

Continuar a ler

O “fenó­meno esquerdista”

Francisco Martins Rodrigues

Esquerdalhos, renegados e outros bandalhos. J. Varela Gomes. ed. do Autor, Lisboa, 2003.

Varela Gomes insurge-se contra a baixeza dos antigos “esquerdistas” que rapidamente se converteram à nova ordem e se puseram à procura de bons tachos. Se o seu opúsculo fosse só isto, seria divertido e instru­tivo (é conhecida a riqueza informa­tiva dos ficheiros de VG). O problema é que ele pretende transformar esta denúncia num “ensaio de interpre­tação e desmistificação do fenómeno esquerdista”, num “julgamento ético/político dos esquerdistas portu­gueses”, e neste verdadeiro ajuste de contas manifesta uma estreiteza de vistas nada marxista.

Continuar a ler

Porque não votar no PCP ou no BE?

Francisco Martins Rodrigues

Escreve M. Faria que, na última eleição presidencial, a P.O. caiu num erro isolacionista e ultra-esquerdista ao não incendvar o voto em Jerónimo de Sousa ou em Louçã. “Estamos longe de um estádio insurreccional armado do proletariado”, argumenta, e portanto “a tarefa de conscien­cialização de massas exige que os levemos ao poder” [PCP e BE], visto que são efectivamente “candidatos da classe operária”, inimigos da grande burguesia e do imperialismo.

Continuar a ler

A velha escola da “revolução” arregimenta­da

Francisco Martins Rodrigues

Varela Gomes insurge-se no seu livro Esquerdalhos, renegados e outros bandalhos (ed. do autor, Lisboa, 2003) contra a baixeza dos antigos “esquerdistas” que rapidamente se converteram à nova ordem e se puseram à procura de bons tachos. Continuar a ler