Na Palestina joga-se o nosso futuro

Anúncios

Acalmia enganosa

Francisco Martins Rodrigues

Fala-se de “desanuviamento internacionale “regresso à cooperação atlântic”. Na realidade, prossegue em ritmo febril o jogo das grandes potências, ocupando posições com vista a futuros confrontos.

Continuar a ler

O elogio da cegueira

Francisco Martins Rodrigues

No seu artigo “As relações entre a vanguarda e as massas” (PO nº 109), José Mário Branco lembra-nos que são as massas em movimento o verdadeiro protagonista da história, que é a luta de classes que gera a vanguarda e não o contrário; que as massas só farão aquilo que querem fazer, não o que a vanguarda considera justo; que, para penetrar nas massas, a teoria deve ser traduzida para o nível da prática política: que a revolução proletária só poderá acontecer e sobreviver quando as massas assumirem como seu o projecto de transformação da sociedade…

Continuar a ler