25 Novembro: o golpe fácil

Política Operária nº 102, Nov-Dez 2005

Anúncios

Depois do 25 de Abril venezuelano caminhamos para o seu 25 de Novembro?

Francisco Martins Rodrigues

Há na corrente trotskista, como se sabe, as mais díspares posições quanto ao “chavismo”, desde os fortemente críti­cos aos francamente entusiastas, como é o caso de Alan Woods, autor do artigo “Os marxistas e a revolução venezue­lana”. Com extensas citações de Trotsky e do falecido teórico Ted Grant, que fundou o grupo inglês The Militant, Woods procura demonstrar o papel original de Hugo Chávez no movimento revolucionário venezuelano. Interessa sobretu­do neste caso a comparação que o autor faz com o processo revolucionário em Portugal.

Continuar a ler

O “fenó­meno esquerdista”

Francisco Martins Rodrigues

Esquerdalhos, renegados e outros bandalhos. J. Varela Gomes. ed. do Autor, Lisboa, 2003.

Varela Gomes insurge-se contra a baixeza dos antigos “esquerdistas” que rapidamente se converteram à nova ordem e se puseram à procura de bons tachos. Se o seu opúsculo fosse só isto, seria divertido e instru­tivo (é conhecida a riqueza informa­tiva dos ficheiros de VG). O problema é que ele pretende transformar esta denúncia num “ensaio de interpre­tação e desmistificação do fenómeno esquerdista”, num “julgamento ético/político dos esquerdistas portu­gueses”, e neste verdadeiro ajuste de contas manifesta uma estreiteza de vistas nada marxista.

Continuar a ler

A velha escola da “revolução” arregimenta­da

Francisco Martins Rodrigues

Varela Gomes insurge-se no seu livro Esquerdalhos, renegados e outros bandalhos (ed. do autor, Lisboa, 2003) contra a baixeza dos antigos “esquerdistas” que rapidamente se converteram à nova ordem e se puseram à procura de bons tachos. Continuar a ler