A guerra infinita

 

Um século de intervenções militares dos Estados Unidos

(Lista parcial das 130 intervenções militares dos EUA entre 1890 e 1999)

A Belle Époque

 Dakota do Sul, 1890 – 300 índios Dakota massacrados pelo exército em Wounded Knee.

Argentina, 1890 – Tropas norte-americanas em Buenos Aires para proteger os interesses ianques.

Chile, 1891 – Soldados e marines atacam os rebeldes nacionalistas.

Haiti, 1891 – O exército reprime uma revolta de trabalhadores negros na ilha de Navassa, reclamada pelos EUA.

Idaho, 1892 – Tropas esmagam a greve dos mineiros da prata.

Hawai, 1893 – Tropas e marines derrubam o reino independente. O arquipélago é anexado.

Chicago, 1894 – O exército reprime a greve dos ferroviários: 34 mortos.

Nicarágua, 1894 – Tropas dos EUA ocupam durante um mês Bluefields.

China, 1894-95 – A marinha e as tropas norte-americanas intervêm na guerra sino-japonesa.

Coreia, 1894-96 – Durante a guerra os marines ocupam Seul.

Panamá, 1895 – Desembarque dos marines.

Nicarágua, 1896 – Os marines desembarcam no porto de Corinto.

China, 1899-1900 – Intervenção das tropas dos EUA, ao lado de outras tropas estrangeiras, contra a revolta dos Boxers.

Filipinas, 1898-1910 – Envio de marinha e de tropas para separar as Filipinas da Espanha; 600.000 mortos.

Cuba, 1898-1902 – A marinha e as tropas dos EUA arrancam a ilha ao domínio da Espanha e instalam uma base naval.

Porto Rico, 1898 – Marinha e tropas dos EUA arrancam a ilha ao domínio espanhol, passando a ocupá-la.

Guam, 1898 – Forças militares dos EUA passam a ocupar esta antiga colónia espanhola, transformando-a numa base.

Minnesota, 1898 – O exército derrota os índios Chippewa em Leech Lake.

Nicarágua, 1898 – Os marines desembarcam no porto de San Juan del Sur.

Samoa, 1899 – As tropas dos EUA desembarcam durante uma batalha pela sucessão ao trono.

Nicarágua, 1899 – Os marines de novo no porto de Bluefields.

Idaho, 1899-1901 – O exército ocupa a região mineira de Alene.

Oklahoma, 1901 – O exército esmaga a revolta dos índios Creek.

Panamá, 1901-1914 – Tropas e forças de marines ocupam a região, que é separada da Colômbia.

Honduras, 1903 – Os marines intervêm na revolução.

Dominicana, 1903-04 – Desembarque de tropas EUA para proteger os interesses ianques durante a revolução.

Coreia, 1904-05 – Os marines intervêm na guerra russo-japonesa.

Cuba, 1906-09 – Os marines intervêm nas eleições democráticas.

Nicarágua, 1907 – Envio de tropas que submetem o país ao regime de protectorado.

Honduras, 1907 – Os marines intervêm na guerra entre este país e a Nicarágua.

Panamá, 1908 – Os marines intervêm nas eleições.

Nicarágua, 1910 – Novo desembarque dos marines em Bluefields e Corinto.

Honduras, 1911 – Intervenção militar para proteger os interesses norte-americanos durante a guerra civil.

Cuba, 1912 – Tropas desembarcam em Havana para proteger os interesses dos EUA.

Panamá, 1912 – Tropa e marines desembarcam durante um período eleitoral agitado.

Honduras, 1912 – Intervenção dos marines para proteger os interesses económicos dos EUA.

Nicarágua, 1912-33 – Intervenção militar, bombardeamentos, repressão das guerrilhas; o país fica ocupado durante vinte anos.

México, 1913 – A marinha intervém durante a revolução para evacuar cidadãos norte-americanos.

Dominicana, 1914 – A marinha ataca rebeldes que tentam apoderar-se da capital.

Panamá, 1914 – anexação da zona do Canal.

Colorado, 1914 – O exército reprime uma greve de mineiros.

 Crises, guerra e revolução

México, 1914-18 – Exército e marinha intervêm por várias vezes contra os nacionalistas.

Haiti, 1914-34 – Intervenção do exército e bombardeamentos para reprimir uma revolta; o país fica ocupado pelos EUA durante 19 anos.

Dominicana, 1916-24 – Desembarque dos marines, que ocupam o país durante oito anos.

Cuba, 1917-33 – Ocupação militar estadunidense e transformação do país num protectorado económico.

Primeira Guerra Mundial, 1917-18 – Exército e marinha entram na guerra contra a Alemanha.

Rússia, 1918-22 – Tropas e forças da marinha desembarcam por cinco vezes para combater o governo bolchevique.

Panamá, 1918-20 – Intervenção de tropas e medidas de policiamento contra uma sublevação depois das eleições.

Jugoslávia, 1919 – Desembarque dos marines na Dalmácia, apoiando os italianos contra os sérvios.

Honduras, 1919 – Desembarque dos marines durante a campanha eleitoral.

Guatemala, 1920 – O exército EUA intervém durante duas semanas contra agitação sindical.

Virgínia Ocidental, 1920-21 – Intervenção militar e bombardeamentos contra os mineiros.

Turquia, 1922

Intervenção militar em Esmirna contra os nacionalistas

China, 1922-27 – Tropas e marines contra a revolta nacionalista.

Honduras, 1924-25 – Desembarque de tropas por duas vezes durante um conflito eleitoral.

Panamá, 1925 – Os marines esmagam a greve geral.

China, 1927-34 – Marines estacionam em várias regiões do país.

Salvador, 1932 – Navios de guerra estadunidenses intervêm contra a revolta de F. Marti.

Washington DC, 1932 – O exército reprime o protesto dos veteranos da Primeira Guerra Mundial.

Segunda Guerra Mundial, 1941-45 – Intervenção militar em larga escala durante três anos contra as forças do Eixo; primeira guerra nuclear.

Detroit, 1943 – O exército reprime a rebelião dos negros.

A “paz”

Irão, 1946 – Sob a ameaça de ataque nuclear, as tropas soviéticas abandonam o norte do Irão (Azerbaijão).

Jugoslávia, 1946 – Intervenção naval estadunidense em resposta ao derrube de um avião dos EUA.

Uruguai, 1947 – Envio de bombardeiros e ameaça de ataque nuclear.

Grécia, 1947-49 – Operações de comandos apoiam a extrema-direita durante a guerra civil.

China, 1948-49 – Desembarque dos marines para evacuar cidadãos norte-americanos perante a iminência da vitória comunista.

Alemanha, 1948 – Bombardeiros atómicos fazem a ponte aérea para Berlim; ameaça de guerra nuclear.

Filipinas, 1948-54 – Operações de comandos sob a direcção da CIA contra os rebeldes Huk.

Porto Rico, 1950 – Exército e marinha intervêm contra a rebelião pela independência.

Coreia, 1951-53 – Guerra contra a Coreia do Norte e as tropas chinesas; ameaça de ataque nuclear. Ensaios de guerra bacteriológica. Dois milhões de mortos. A Coreia do Sul fica desde então ocupada por um forte contingente militar norte-americano.

Irão, 1953 – Operações de comandos dirigidas pela CIA derrubam o governo e elevam ao poder o xá.

Vietnam, 1954 – Ameaça de ataque atómico; os EUA apoiam a guerra colonial francesa.

Guatemala, 1954 – Operações de comandos e invasão de exilados organizada pela CIA derrubam o governo Arbenz que nacionalizara empresas dos EUA.

Egipto, 1956 – Ameaça de ataque nuclear à URSS durante a crise do Suez; os marines evacuam os estrangeiros.

Líbano, 1958 – Desembarque dos marines contra os rebeldes.

Iraque, 1958 – Ameaça de ataque nuclear ao Iraque se ocupar Kuwait.

China, 1958 – Ameaça de ataque nuclear se invadir Taiwan.

Panamá, 1958 – Intervenção militar contra um protesto popular.

Vietnam, 1960-1975 – Alguns milhões de mortos na mais longa guerra travada pelos EUA. Envenenamento maciço pelo agente laranja.

Cuba, 1961 – Invasão fracassada da Baía dos Porcos por forças organizadas pela CIA.

Alemanha, 1961 – Estado de alerta nuclear durante a crise do Muro de Berlim.

Cuba, 1962 – Bloqueio naval e ameaça de ataque nuclear durante a crise dos mísseis.

Laos, 1962 – Operações de comandos contra a guerrilha.

Panamá, 1964 – Tropas dos EUA reprimem manifestantes que reclamam a soberania sobre o canal.

Indonésia, 1965 – Golpe de Estado organizado pela CIA derruba o governo; meio milhão de indonésios trucidados.

Dominicana, 1965-66 – Desembarque de marines, operações militares e bombardeamentos durante a campanha eleitoral.

Guatemala, 1966-67 – Acções dos boinas verdes contra os rebeldes.

Detroit, 1967 – Ataque do exército aos negros: 43 mortos.

Estados Unidos, 1968 – Após a assassinato de Martin Luther King, 21.000 soldados ocupam as cidades.

Camboja, 1969-75 – Bombardeamentos maciços e intervenção militar e naval; mais de dois milhões de mortos numa década de tapetes de bombas, fome e caos político.

Oman, 1970 – Operações de comandos apoiam a invasão pela marinha iraniana.

Laos, 1971-73 – Bombardeamentos maciços e acções de comandos em apoio da invasão do país pelas tropas do Vietnam do Sul.

Dakota do Sul, 1973 – Operações de comandos; o exército assedia os índios dakota em Wounded Knee.

Médio Oriente, 1973 – Ameaça de ataque nuclear durante a guerra na região.

Chile, 1973 – Golpe militar fascista apoiado pela CIA derruba o governo Allende.

A caminho de uma nova época de guerras e revoluções

Camboja, 1975 – Intervenção militar, bombardeamentos.

Angola, 1976-92 – Operações de comandos e apoio aos rebeldes armados pela África do Sul.

Irão, 1980 – Intervenção militar e ameaça nuclear durante a revolução.

Líbia, 1981 – Dois aviões líbios abatidos.

Salvador, 1981-92 – Operações de comandos, envio de tropas e conselheiros militares para esmagar a guerrilha.

Nicarágua, 1981-90 – Operações de comandos contra o regime sandinista, invasão de contras armados pela CIA, minagem dos portos.

Líbano, 1982-84 – Tropas e marines intervêm para ajudar os falangistas a expulsar a OLP do território.

Honduras, 1983-89 – Intervenção militar e instalação de bases.

Granada, 1983-84 – Invasão e derrube do governo nacionalista.

Irão, 1984 – Dois aviões abatidos pela força aérea dos EUA no Golfo Pérsico.

Líbia, 1986 – Bombardeamentos; tentativa de derrube do governo.

Bolívia, 1986 – O exército dos EUA apoia as operações aéreas contra a região de cultivo da coca.

Irão, 1987-88 – Bombardeamentos e acções militares em apoio do Iraque durante a guerra entre os dois países, que causa um milhão de mortos.

Líbia, 1989 – Dois aviões líbios abatidos.

Ilhas Vírgens, 1989 – Tropas dos EUA intervêm contra uma sublevação dos negros.

Filipinas, 1989 – Ataque aéreo dos EUA em apoio do governo contra um golpe de Estado.

Panamá, 1989-90 – Intervenção de tropas e bombardeamento derruba o governo Noriega.

Libéria, 1990 – Tropas EUA evacuam os cidadãos estrangeiros durante a guerra civil.

Iraque, 1990-2002 – Guerra causa 200.000 mortos, depois da invasão do Kuwait pelo Iraque. Desde então embargo económico e bombardeamentos periódicos.

Kuwait, 1991 – Exército e marinha EUA reinstalam a família real no trono.

Los Angeles, 1992 – Intervenção do exército contra uma revolta popular contra a polícia.

Somália, 1992-94 – Intervenção militar e naval, bombardeamentos e ocupação do país.

Jugoslávia, 1992-94 – Bloqueio naval da NATO contra a Sérvia e Montenegro.

Bósnia, 1993-95 – Bombardeamentos no decurso da guerra civil.

Haiti, 1994-96 – Intervenção militar reinstala o presidente Aristide, derrubado três anos antes por um golpe de Estado.

Croácia, 1995 – Aviões dos EUA bombardeiam os aeroportos sérvios em apoio da ofensiva croata.

Zaire, 1996-97 – Intervenção dos marines no campo de refugiados hutos do Ruanda, no Leste do país.

Libéria, 1997 – Soldados estadunidenses evacuam os estrangeiros.

Albânia, 1997 – Tropas dos EUA evacuam os estrangeiros.

Sudão, 1998 – Ataque de mísseis contra uma fábrica de medicamentos.

Afeganistão, 1998 – Ataque aéreo aos campos de instrução militar criados pela CIA e usados por grupos fundamentalistas islâmicos.

Iraque, 1998 – Bombardeamentos com mísseis

Jugoslávia, 1999 – Bombardeamentos com mísseis depois de a Sérvia recusar sair do Kosovo. Ocupação do Kosovo pela NATO.

Francisco Martins Rodrigues

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s