Ruptura, precisa-se

nº 111, Set-Out 2007

Anúncios

1917: O “golpe dos bolcheviques”

Francisco Martins Rodrigues

Quase um século mais tarde, a burguesia continua obcecada com a grande revolução, em busca de explicações para o facto aterrador de o proletariado poder apossar-se do poder de Estado, declarar abolida a “ordem natural das coisas” e expropriar as “pessoas de bem”.

Continuar a ler

Depois do 25 de Abril venezuelano caminhamos para o seu 25 de Novembro?

Francisco Martins Rodrigues

Há na corrente trotskista, como se sabe, as mais díspares posições quanto ao “chavismo”, desde os fortemente críti­cos aos francamente entusiastas, como é o caso de Alan Woods, autor do artigo “Os marxistas e a revolução venezue­lana”. Com extensas citações de Trotsky e do falecido teórico Ted Grant, que fundou o grupo inglês The Militant, Woods procura demonstrar o papel original de Hugo Chávez no movimento revolucionário venezuelano. Interessa sobretu­do neste caso a comparação que o autor faz com o processo revolucionário em Portugal.

Continuar a ler